Internamente o presidente Donald Trump foi criticado nessa segunda-feira por republicanos e democratas nos Estados Unidos por ter acatado o que o presidente da Russia Vladmir Putin disse sobre  nunca ter interferido nas eleições americanas.

 

No encontro que os dois tiveram na Finlândia na manhã dessa segunda-feira, Trump afirmou que não houve conluio entre ele e a Rússia, e que ele não conhecia Putin na época das eleições. O líder russo também afirmou que nunca interferiu em assuntos internos dos Estados Unidos, sobretudo em processos eleitorais.

 

Republicanos e democratas criticaram Trump por  aceitar as afirmações de Putin, mesmo depois  que a própria Promotoria de Justiça dos Estados Unidos ter acusado formalmente na sexta-feira doze agentes da inteligência russa de hackear a campanha democrata em 2016  para prejudicar a então candidata Hillary Clinton.

 

O líder republicano na Câmara, Paul Ryan, afirmou que o presidente Trump errou, e que ele precisava reconhecer  que a Russia não é uma aliada americana. Já o senador Chuck Schumer líder democrata disse que em toda história do país, os americanos nunca viram um presidente dos Estados Unidos apoiar um adversário como Trump apoiou o presidente Putin.

Source: Internacional