Queimadas e incêndios florestais respondem por 75% das emissões de CO² no Brasil

Setenta e cinco por cento das emissões de gás carbônico no Brasil são provenientes de queimadas e incêndios florestais.

 

Na Amazônia, mais de um terço das ocorrências de queimadas irregulares são decorrentes de pessoas ou empresas que querem abrir pasto mas não conseguem autorização ou não esperam o processo legal.

 

A informação é do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

O tempo seco e a falta de chuvas facilitam o alastramento do fogo em matas e florestas. Além de causarem danos consideráveis aos ecossistemas, as queimadas têm efeitos diretos na saúde das pessoas e na vida de inúmeros animais.

 

De acordo com o coordenador de Fiscalizações do Ibama, Roberto Cabral, o instituto monitora 24 horas as cicatrizes de fogo na floresta, via satélite. As áreas que não receberam autorização para queimada são embargadas para que a floresta se regenere.

Em 2017 foram quase R$ 32 milhões em autos de infração por destruição de vegetação nativa com uso de fogo.

Este ano, somente no período entre janeiro e maio, foram R$ 11 milhões. O Ibama ressalta que além da fiscalização do órgão, as denúncias feitas pela população têm um papel fundamental no combate às queimadas.

Pela internet, é possível denunciar pelo endereço sistema.ouvidorias.gov.br, clicar em “Denúncia” e preencher os campos solicitados.

Outra forma de registrar denúncias de incêndios florestais é entrar em contato com o Ibama na unidade mais próxima ou pelo telefone 0800-61-8080.

O horário de atendimento é de segunda-feira a sexta-feira, das 7h às 19h.

Source: Internacional

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial