Photo/123RF

A Coca-Cola tem planos de lançar uma variedade de bebidas infundidas com cannabis.

A empresa  está interessada em produzir  bebidas infundidas com CBD – um ingrediente não-psicodélico da maconha que trata a dor, mas não te deixa sobe efeito alucinógeno.
A gigante global de bebidas está em negociações com a produtora de maconha canadense Aurora Cannabis para desenvolver as bebidas, informou a Bloomberg.

“Estamos acompanhando de perto o crescimento da CBD não-psicoativa como ingrediente em bebidas funcionais de bem-estar em todo o mundo”, disse Kent Landers, porta-voz da Coca-Cola, em comunicado enviado por email à Bloomberg News.

“O espaço está evoluindo rapidamente. Nenhuma decisão foi tomada neste momento.” Landers se recusou a comentar sobre Aurora.
O CBD é o ingrediente usado na maconha medicinal para aliviar a inflamação, a dor e as cólicas. Não produz a alta psicodélica que vem do THC ou do tetrahidrocanabinol.
Os fabricantes de bebidas tradicionais e as empresas de tabaco têm olhado para o mercado de cannabis à medida que a legalização se espalha pelo mundo ocidental.
O Canadá, México e vários estados americanos – incluindo a Califórnia – têm ou estão prestes a descriminalizar ou legalizar a maconha.
Outros onde é legal ou descriminalizado incluem Portugal, Holanda, Bélgica, Suíça e vários países da América do Sul.

Aurora, por exemplo, é a terceira maior empresa de maconha do Canadá, com um valor de mercado de NZ $ 10 bilhões.
A empresa sediada em Alberta subiu junto com outros estoques de maconha no Canadá, à medida que o país se prepara para se tornar o primeiro país do Grupo dos Sete a legalizar a maconha em 17 de outubro.
O Índice de Competidores de Competição Cannabis da BI Canada mais do que dobrou nos últimos 12 meses.
A fabricante de cerveja Corona Constellation Brands já anunciou que gastará US $ 5 bilhões para aumentar sua participação na Canopy Growth, a produtora canadense de maconha com um valor que supera US $ NZ15 bilhões.
A Molson Coors Brewing está iniciando uma joint venture com a Hexo’s Corp, de Quebec, anteriormente conhecida como Hydropothecary Corp, para desenvolver bebidas de cannabis no Canadá.
A Diageo, fabricante da cerveja Guinness, está mantendo discussões com pelo menos três produtores canadenses de cannabis sobre um possível acordo, informou a Bloomberg no mês passado.
A marca de cerveja artesanal da Heineken NV, Lagunitas, lançou uma marca especializada em bebidas não-alcoólicas infundidas com THC, o ingrediente mais pyscho-ativo.
A receita original de Coca-cola incluía cocaína – um extrato da folha de coca.