Imigração-agentes da Nova Zelândia estão  com dificuldades em deportar por falta de dinheiro

Imigração-agentes da Nova Zelândia estão com dificuldades em deportar por falta de dinheiro

2 de setembro de 2018 Off Por edumeireles

Equipes do departamento de imigração da Noza Zelândia estão passando por momentos difíceis depois que o orçamento para o departamento não está sendo suficiente.

Imigração na Nova Zelândia foi forçada a parar de deportar todos os imigrantes ilegais, principalmente aqueles que representam perigo a segurança nacional, depois de uma quebra orçamentária no início deste ano.
Ninguém deveria ser deportado a menos que fosse nomeado em uma lista criada pela gerência de Imigração quando o déficit de financiamento foi descoberto em janeiro.
Na lista, 22 presos foram libertados da prisão, 48 supostos criminosos e 14 indivíduos cujos pedidos de refúgio foram rejeitados.
Custaria US $ 564.883 para deportar todos eles.

O problema foi que o departamento de imigração, gastou  US $ 914.000 no primeiro semestre do ano financeiro, só tinha US $ 363.868 para durar até o final de junho.

O orçamento total de deportações foi de US $ 1,2 milhão para o ano de 2017/18, um corte significativo de US $ 1,7 milhão no ano anterior.
Esse déficit  levou a uma enxurrada de e-mails entre gerentes seniors, tentando encontrar uma solução para esse crise.
Os funcionários foram informados de que ninguém seria deportado a menos que os migrantes ilegais cumprissem critérios rigorosos.

Em vez de encontrar e deportar migrantes ilegais, as equipes foram orientadas a se concentrar em “saídas voluntárias” – onde os imigrantes  são solicitados a sair às suas próprias custas – a recuperação de dívidas e a entrega de documentos de deportação.

Em um memorando o supervisor Nicola Hogg, Devoy descreveu os custos, questões e riscos em uma tentativa de obter mais recursos, já que o orçamento para o restante do ano financeiro de 2017/18 “pode ​​ser insuficiente para deportar até mesmo os indivíduos com maior prioridade”.
Parte do problema era que as companhias aéreas exigiam mais segurança – até três acompanhantes – e deportações para partes mais caras do mundo para viajar, como a África e o Oriente Médio.
Devoy disse que o déficit orçamentário representa vários riscos para a reputação da Imigração da Nova Zelândia “em particular para aqueles migrantes que são considerados o maior dano”.

Custo das deportações

• 2012/13 – 791 deportações custam US $ 1.532.091
• 2013/14 – 660 deportações custam US $ 1.229.294
• 2014/15 – 523 deportações custam US $ 1.317.707
• 2015/16 – 529 deportações custam US $ 1.611.130
• 2016/17 – 727 deportações custam US $ 1.778.196
• 2017/18 – INZ tinha orçamento de US $ 1.278.000, mas gastou US $ 914.000 até janeiro. Só tinha $ 363.868 para durar até o final de junho. Recebeu um extra de $ 500.000.
Fonte: NZ Herald