Campanha de vacinação contra sarampo será antecipada em São Luís

São Luís, no Maranhão, vai começar a vacinação contra o sarampo duas semanas antes da campanha nacional. Segundo as autoridades de saúde da capital maranhense, o público-alvo pode ser vacinado a partir da próxima segunda-feira, 23 de julho, enquanto a campanha do Ministério da Saúde começa em seis de agosto, contra o sarampo e a poliomielite.

 

Os adultos devem levar crianças de um a cinco anos, para os postos de saúde da rede municipal, a partir das oito horas da manhã, até as cinco da tarde. Serão 63 salas de vacinação pela cidade. Além disso, agentes de saúde vão visitar escolas, para facilitar o acesso e garantir a imunização das crianças.

 

Dentro do período, haverá dois sábados que serão o dia D: em 4 de agosto vai ser o municipal e o dia 18 a mobilização nacional. Lembrando que não apenas as crianças devem se proteger: a mobilização é para os adultos também. Todos com idade até 49 anos devem se vacinar.

 

O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e muito contagiosa. A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, ao tossir, espirrar, falar ou até pela respiração.

 

Quem está infectado com a doença pode apresentar sintomas como febre alta, manchas avermelhadas pelo corpo, coriza, tosse e dor de cabeça ou conjuntivite. O importante é procurar atendimento médico para avaliação e tratamento, porque a doença pode matar.

 

Já a poliomielite é conhecida como “paralisia infantil” porque é o que ela causa. Pode afetar somente as pernas e o corpo inteiro da criança, comprometendo até mesmo a respiração. Objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes podem causar a contaminação. Também é transmitida de pessoa para pessoa ao falar, tossir ou espirrar.

 

O fim da campanha em São Luís vai ser em 31 de agosto, mesma data em que encerra a mobilização nacional. Até lá, o município espera proteger pelo menos 95% das crianças da faixa de cobertura vacinal, cerca de 61 mil.

 

Segundo a Secretaria de Saúde de São Luís, a cidade não registra casos de sarampo e poliomielite há mais de 20 anos e a campanha antecipada é uma forma de afastar os riscos.

Source: Internacional

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial