Belém decreta situação de emergência social com a chegada de índios venezuelanos

A prefeitura de Belém decretou situação de emergência social na cidade em razão do processo migratório de índios venezuelanos da etnia Warao para a capital paraense. A previsão é de que a medida seja assinada pelo prefeito Zenaldo Coutinho nesta terça-feira (17).

 

Outras capitais da Amazônia tomaram medida semelhante. É o caso de Manaus, em maio do ano passado, que prorrogou o prazo de vigência da situação emergencial em setembro, por mais 180 dias.

 

Em Roraima, o governo do estado chegou a decretar situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional nos municípios de Pacaraima e Boa Vista.

 

Sem detalhar a proposta, a prefeitura de Belém alega que a expectativa é de que o decreto garanta recursos futuros.

 

Ao se pronunciar em nota sobre o assunto, o Executivo local alega que todos os indígenas Warao receberam atendimentos em saúde.

 

Ainda segundo a prefeitura, as crianças até 10 anos foram inseridas em projeto pedagógico desenvolvido pela secretaria de Educação; e esse será um dos pontos a serem apresentados pela prefeitura em reunião que acontece  nesta terça-feira (17) em conjunto com o governo estadual e Ministério Público Federal.

 

De acordo com o último levantamento da prefeitura, 208 índios venezuelanos vivem em Belém.

Source: Internacional

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial