Joe Biden tomou posse nesta quarta-feira (20) e se tornou o 46º presidente dos Estados Unidos. Em novembro, quando foi confirmada sua vitória eleitoral, chefes de estado já haviam se manifestado sobre a eleição do democrata.

O novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que tomou posse na Casa Branca, recebeu felicitações de outros líderes mundiais nesta quarta-feira (20). Em novembro, quando Biden foi eleito, chefes de estado já parabenizavam o democrata pela vitória eleitoral.

As mensagens dos líderes em relação à posse de Biden destacam o valor da democracia norte-americana no mundo e, em alguns casos, abordam assuntos que compõem os desafios que Biden herda de Donald Trump na relação com países rivais e aliados.

Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido:

“Estou ansioso para trabalhar com ele [Biden] e com sua nova administração, fortalecendo a parceria entre nossos países e trabalhando em nossas prioridades comuns: desde o combate à mudança climática, a recuperação após a pandemia e o fortalecimento da nossa segurança transatlântica", disse Johnson em discurso no parlamento britânico nesta quarta (20).

Emmanuel Macron, presidente da França

O presidente francês, Emmanuel Macron, deu as "boas vindas novamente" ao 46º presidente americano, que já disse que os EUA vão voltar a fazer parte do Acordo de Paris para o clima.

"Estaremos mais fortes para enfrentar os desafios do nosso tempo", escreveu o presidente da França. "Mais fortes para construir nosso futuro. Mais fortes para proteger nosso planeta."

Andrés Manuel López Obrador, presidente do México:

“Hoje é a cerimónia de posse do Sr. Biden,e aproveito para desejar que tudo corra bem, que esta cerimônia seja realizada com tranquilidade, com paz, que seja para o bem do povo dos Estados Unidos, que são nossos vizinhos, irmãos. Desejo também que [Biden] não se esqueça que 38 milhões de mexicanos vivem e trabalham nos Estados Unidos", disse Obrador em coletiva de imprensa na manhã esta quarta (20).

Hassan Rouhani, presidente do Irã:

"A bola está no campo dos EUA agora. Se Washington voltar ao acordo nuclear do Irã de 2015, também respeitaremos totalmente nossos compromissos sob o pacto. [...] A era do tirano chegou ao fim e hoje é o último dia de seu reinado sinistro. Alguém que em todos os seus quatro anos não produziu frutos senão injustiça e corrupção, causando problemas para seu próprio povo e para o mundo", disse Rouhani em uma reunião de gabinete nesta quarta (20).

Papa Francisco

O Papa Francisco enviou uma carta ao presidente Biden, o democrata é o segundo católico a assumir o comando dos EUA.

“Eu também peço a Deus (...) para guiar seus esforços para promover a compreensão, a reconciliação e a paz nos Estados Unidos e entre as nações do mundo, a fim de promover o bem comum universal”



Giuseppe Conte, primeiro-ministro da Itália:

“Aguardamos com expectativa a presidência de Biden, com a qual começaremos a trabalhar imediatamente, tendo em vista a nossa presidência do G20. Temos uma forte agenda em comum, que vai desde o multilateralismo efetivo que ambos queremos ver, até as mudanças climáticas, transição verde e digital, e inclusão social", disse Conte em discurso no parlamento italiano na terça-feira (19).

Pedro Sanchez, primeiro-ministro da Espanha:

“A vitória de Biden representa a vitória da democracia sobre a extrema direita e seus três métodos: a grande decepção, a divisão nacional e o abuso, mesmo violento, das instituições democráticas. Cinco anos atrás, pensávamos que Trump era uma piada de mau gosto, mas hoje percebemos que ele prejudicava nada menos do que a democracia mais poderosa do mundo", disse Sanchez em discurso durante um evento nesta quarta (20).

Ursula Von Der Leyen, presidente da Comissão Europeia:

“Os Estados Unidos estão de volta. E a Europa está pronta. Para se reconectar com um parceiro antigo e confiável, para dar nova vida a nossa querida aliança. Estou ansiosa para trabalhar junto com Joe Biden", disse Leyen nas redes sociais nesta quarta (20).

Hua Chunying, porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China:

"A China saúda [Joe Biden] e espera o retorno da nova administração dos Estados Unidos ao Acordo de Paris, e sua contribuição positiva para a governança climática global", disse Hua em coletiva de imprensa na terça-feira (19).

Frank Walter-Steinmeier, presidente da Alemanha:

“Hoje é um bom dia para a democracia. Os Estados Unidos da América enfrentaram enormes desafios - e resistiram. Apesar das tentativas de rasgar o tecido institucional da América, os trabalhadores eleitorais e governadores, o poder judiciário e o Congresso se mostraram fortes. Estou muito aliviado porque, hoje, Joe Biden está sendo empossado como presidente e vai se mudar para a Casa Branca. Sei que muitas pessoas na Alemanha compartilham esse sentimento", em declaração em vídeo publicada nesta quarta (20).

Posse de Biden e Harris

O democrata Joe Biden, 78, tomou posse nesta quarta-feira (20) sucedendo o republicano Donald Trump na presidência dos Estados Unidos.

A senadora Kamala Harris, de 55 anos, se tornou a primeira mulher a ocupar o cargo de vice-presidente dos Estados Unidos.

Trump não participou da cerimônia de posse e deixou a Casa Branca na manhã desta quarta. Ele passou mais de dois meses questionando a vitória de Biden nas eleições de 3 de novembro.

O democrata venceu as eleições de novembro com ampla maioria dos votos: foram 306 votos eleitorais contra 232 do seu adversário.

No início de janeiro, o Congresso americano teve que interromper a contagem oficial dos votos do Colégio Eleitoral porque extremistas apoiadores de Trump invadiram a sede do legislativo.


Via G1

Deixe seu Comentário