Mais de 3,4 mil pessoas entre 18 e 59 anos já se inscreveram para a triagem de voluntários. Idosos também podem se candidatar. Ao todo, 1 mil pessoas serão selecionadas para participar do estudo.

O Hospital PUC-Campinas (SP) iniciou na manhã desta quinta-feira (5) as aplicações dos testes da fase 3 para a vacina desenvolvida pela Johnson&Johnson contra a Covid-19. A unidade hospitalar confirmou ao G1 que cinco pessoas receberam a dose neste primeiro dia, que pode ser da vacina em si, a Ad26.COV2.S, ou a substância de efeito placebo. Ao todo, 1 mil voluntários serão selecionados para o estudo na cidade.

A farmacêutica não disponibilizou, por enquanto, informações sobre os primeiros testados, como idade e sexo. Os cinco foram escolhidos após realizarem cadastro de interesse na pesquisa junto ao hospital.

Até a última atualização do Hospital PUC, cerca de 3,4 mil pessoas - entre profissionais de saúde, e a população em geral na faixa de 18 a 59 anos - já tinham se inscrito no sistema para a seleção. Esta semana, foi aberta também a participação de idosos, após uma solicitação da Johnson. 

O hospital não informou quantas doses já recebeu da farmacêutica americana e qual a previsão para término dos testes. Adiantou, apenas, que a estimativa é que passe de cinco para 30 o número de voluntários testados por dia.

Os participantes do estudo serão acompanhados pelos pesquisadores por dois anos, com visitas presenciais e contatos por telefone. O Centro de Pesquisa do Hospital PUC-Campinas possui sete estudos sobre o coronavírus, dos quais cinco estão em andamento.

Anvisa autorizou testes

O início dos testes da fase 3 em Campinas ocorre após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar o laboratório Janssen-Cilag, da empresa, a retomar as pesquisas suspensas desde 12 de outubro no país, por causa de uma "doença inexplicada" em participante nos Estados Unidos.



A vacina candidata da Johnson, a Ad26.COV2.S, é uma das quatro que receberam autorização da Anvisa para testes de fase 3, a última necessária para dar início à produção, no Brasil. As outras são a de Oxford, a da Pfizer-BioNTech e a da Sinovac.

Triagem em andamento

O Hospital PUC-Campinas ainda mantém o cadastro de voluntários aberto pois a triagem para atingir 1 mil pessoas ainda não foi concluída. Veja como funciona a inscrição:

  • Registrar informações pessoais, como nome, e-mail, data de nascimento, telefone, profissão, altura e peso.
  • Informar se possui doenças preexistentes.
  • Informar se teve ou não Covid-19 - pessoas que já se infectaram podem ser selecionadas pelo estudo.
  • Gestantes e mulheres em fase de amamentação não podem participar.
  • Dose únicaA vacina da indústria americana tem dois diferenciais, no comparativo com o de outras farmacêuticas:

É uma imunização contra Covid-19 de dose única.

O estudo permite não somente as participações de profissionais de saúde, alunos e outros funcionários da instituição, mas também da população em geral que queira se voluntariar.

 

Via G1

Deixe seu Comentário