A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, ampliou sua liderança para as eleições de setembro, depois que o partido Nacional mudou de líder pela segunda vez em dois meses.

O Partido Trabalhista de Ardern estava com 53% em uma pesquisa da 1News/Colmar Brunton publicada na quinta-feira em Wellington, acima dos 50% da mesma pesquisa realizada há pouco mais de um mês. O Nacional ficou em 32%, abaixo dos 38%. A eleição será realizada em 19 de setembro.

As chances de Ardern de ganhar um segundo mandato estão sendo aumentadas pelo manejo da pandemia do Covid-19 e sinais de que a economia está se recuperando mais rápido do que o esperado do lockdown. Por outro lado, a National passou o mês passado assolada por escândalos.

O partido foi forçado a mudar de líder quando Todd Muller deixou o cargo após apenas 53 dias, elegendo Judith Collins menos de 10 semanas antes da votação.

A pesquisa foi realizada de 25 a 29 de julho e teve uma margem de erro de 3,1%.

 

Fonte:  Bloomberg

Deixe seu Comentário