A Comissão de Comércio tem uma investigação aberta sobre o varejista Noel Leeming depois de receber quase 60 reclamações sobre mercadorias não entregues.

No total, 57 reclamações foram feitas  nos últimos seis meses, depois que Noel Leeming não entregou os bens adquiridos.

Uma porta-voz da Comissão disse ao Herald que subseqüentemente decidiu iniciar uma investigação sobre Noel Leeming.

"Todos os varejistas que oferecem produtos on-line no momento devem garantir a entrega dentro de um prazo razoável ou dentro do prazo estipulado", disse ela.

"As mercadorias não devem ser oferecidas para venda quando o vendedor, que não possui as mercadorias em estoque, não tem conhecimento de quando o item estará em estoque e poderá ser entregue".

O gerente geral de mercadorias de Noel Leeming, Jason Bell, diz que a empresa está trabalhando em estreita colaboração com a Comissão durante seu processo.

Bell disse ao Herald que a cadeia de varejo experimentou uma quantidade "sem precedentes" de demanda dos clientes durante os níveis de alerta do Covid-19, o que significava que alguns pedidos demoravam mais que o normal.

"Durante esse período, estávamos trabalhando ativamente com nossos fornecedores para fornecer mercadorias para centenas de milhares de pedidos e priorizamos a comunicação ativa com os clientes em relação a qualquer atraso na entrega", disse Bell.

Noel Leeming é uma marca de propriedade do The Warehouse Group, que também possui The Warehouse, Warehouse Stationery e Torpedo7.

Fonte: NZ Herald

Deixe seu Comentário