Nova Zelândia vai retirar seus militares do Iraque em junho de 2020

Nova Zelândia vai retirar seus militares do Iraque em junho de 2020

11 de junho de 2019 Off Por edumeireles

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, garantiu que os soldados da Nova Zelândia retornarão do Iraque em junho de 2020.

A Nova Zelândia enviou tropas ao Iraque em fevereiro de 2015 e hoje mantém cerca de 95 soldados em Camp Taji, uma base militar localizada ao norte de Bagdá.

“No que diz respeito ao Iraque, é hora de partir”, disse Ardern durante uma entrevista coletiva.

A primeira-ministra, citada pelo jornal NZ Herald, lembrou que “há quatro anos, a Nova Zelândia se comprometeu com o governo iraquiano e a coalizão [internacional] para treinar as forças de segurança iraquianas em Taji e aumentar sua capacidade de derrotar e impedir o ressurgimento do Daesh”.

“Nos próximos 12 meses, a Nova Zelândia será capaz de reduzir e concluir esse compromisso”, acrescentou.
Ardern disse que o contingente da Nova Zelândia no Iraque será reduzido para 75 soldados a partir de julho próximo, e depois para 45 em janeiro, até que a missão seja concluída até junho de 2020.

Inicialmente, a missão conjunta de treinamento que Nova Zelândia e Austrália realizaram em Camp Taji deveria ter terminado em novembro de 2018. Dois meses antes de expirar seu mandato, no entanto, o governo da Nova Zelândia anunciou que manteria as tropas no Iraque.