Photo: RNZ / Claire Eastham-Farrelly

Um homem de 26 anos é segundo a polícia o responsável pela morte de britânica desaparecida em Auckland.

Ele está sob custódia policial até a manhã de segunda-feira, quando ele comparecerá no Tribunal do Distrito de Auckland.

O rapaz de 26 anos é o mesmo homem que foi interrogado anteriormente pela polícia e esteve com Millane em vários lugares, incluindo Sky City, antes de ir para o CityLife Hotel com ela.

A família Millane solicitou privacidade neste momento e não fará mais declarações nesse momento.

O detetive Scott Beard informou a mídia em Auckland no início da tarde e disse que estava tratando seu desaparecimento como um homicídio.

“As provas que localizamos até agora, o nosso exame no local, algumas das filmagens de CCTV que temos e nossa investigação determinaram que Grace não está mais viva e esta é uma investigação de assassinato.

“Um homem de 26 anos foi localizado em um endereço no centro de Auckland pela polícia. Ele foi conduzido para a Delegacia Central de Auckland e está atualmente falando conosco em relação ao assassinato de Grace Millane.

“A família de Grace foi avisada deste desenvolvimento e eles estão devastados.”

“Nós ainda não sabemos onde está Grace. Estamos determinados a encontrá-la e devolvê-la à sua família “, disse Beard.

“Não entendemos qual foi o motivo”.

Beard disse que o passaporte, o colar e o relógio de Millane ainda estão faltando e que a polícia quer que alguém com informações sobre entre em contato pelo telefone 0800 676 255.

Os detetives disseram ontem que continuam vendo centenas de horas de filmagens de câmeras de segurança, enquanto continuam examinando o CityLife Hotel no centro de Auckland, onde ela foi vista pela última vez entrando com um homem no sábado à noite.

Mais de 25 funcionários da polícia estão trabalhando na investigação do desaparecimento.

Seu pai, David Millane, viajou para a Nova Zelândia e realizou uma emocionante coletiva de imprensa ontem(07).

Millane se esforçou para conter suas emoções quando disse à imprensa ontem que estava preocupado com sua filha.

“Grace é uma filha adorável, extrovertida, divertida e orientada para a família.”

A jovem  Millane deixou o Reino Unido há seis semanas para viajar pelo mundo depois de terminar a universidade.

Seu irmão, Michael Millane, disse que a família começou a ficar preocupada na segunda-feira quando não respondeu às mensagens.

“Nós percebemos que Gracie não tinha mandado uma mensagem ou não tinha lido nada, o que obviamente era estranho porque era aniversário dela.

“Pensamos que talvez seja apenas o fuso horário, uma espécie de recuperação, mas analisamos e percebemos que suas mensagens não foram lidas ou entregues”.

Plataformas de mídia social foram inundadas com mensagens de apoio à família.

No Instagram, o último post de Millane foi inundado de comentários expressando tristeza e desgosto em sua morte.